segunda-feira, 23 de fevereiro de 2009

ERAM MAIS DE MIL...


Uma dádiva do menino Carlinhos, fazendo uma previsão para o dia 6 de Março



ERAM MAIS DE MIL


Em 2005...

Eram mais de mil a ouvir
Eram mais de mil a escutar
Foram mais de mil a sentir
Foram mais de mil a ganhar


Eram mais de mil enganados
Eram mais de mil sem razão
Foram mais de mil calados
Foram mais de mil de Portimão


Actual…


Talvez milhões prejudicados
Talvez biliões enganados
O que o homem prometeu fazer
Para pôr Portimão a crescer


A sua obra não é reconhecida
Pois não poderá ser esquecida
Tudo isto tem uma certa razão
Para quem habita em Portimão


No dia 6 de Março…

No dia seis há outro jantar
Vamos ver quem lá vai estar
Vão ser menos de mil a comer
E muitas mentiras para dizer


Menos de mil irão escutar
Que Portimão irá mudar
Que a câmara está abastada
E o que dizem... não é nada


Menos de mil escutarão
Que o PSD não é oposição
O que dizem é inventado
A arma de um desesperado


Resta saber o que vai dizer
Sem moral para o fazer
Do candidato da oposição
Que já o tratou...sem levar tostão

4 comentários:

Anónimo disse...

SÓ ESPERO QUE O ATIRADOR DESTA VEZ ACERTE NO ALVO!!!!!
ASS:FIDEL CASTRO

Anónimo disse...

CRÓNICA DOS DIAS QUE SE SEGEM...

Portimonenses!

Hoje, como ontem, sem esquecer o dia anterior, mais uma vez vos digo que a culpa não é minha. O Presidente sou eu, eu sei que sou o Presidente, mas o Presidente não pode estar em todo o lado.

Estamos aqui reunidos neste jantar porque vos tenho uma coisa a dizer
- Quero sair!
- Mas tenho um problema; não encontro a porta, a mesma que entrei sem saber como.

Caríssimos amigos, estou desfeito, exausto e sinto-me traído, desde que li aquele maldito livro “ o Segredo” fiquei um homem diferente, executo a ideia do livro ao tentar deitar-me com uma ideia positiva e a acordar com essa mesma ideia, é que segundo dizem ela pode-se concretizar.
Companheiros!
- Estou desfeito, nada me corre bem, aliás tudo parece ser uma profecia, pois cada noite que ponho a minha cabeça na almofada as dívidas não me largam e o passivo cada vez que acordo é ainda maior. O segredo do livro é a multiplicação, só vejo o “X” na minha frente.
- Estou aqui jantando com vocês como quando Jesus jantou com os Apóstolos, quero ouvir a vossa voz, quero ouvir o meu rebanho, quero-me despedir.
- Irmãos, este dia já não é dia, tudo é escuro e obscuro, como poderei sair disto?
(sentou-se em braços)
Levantou-se um irmão e disse:
- Somos Treze neta mesa, antigamente eramos Mil nenhum deles eram estes, o que mudou de lá para cá?
- Este homem precisa de ajuda monetária, este homem gasta dinheiro em gasolina cada vez que vai á praia do Pintadinho, a este homem já lhe roubaram as letras do BMW para pagar dívidas, este homem, está desesperado, vamos ajudar aquele que já foi o nosso homem.
(palmas tímidas)
Levantou-se outra vez, esbranquiçado e desfeito em soltura e disse
- Parecem sinos, são como punhais, picadinhas de alfinetes, só ouço vozes a dizer; paga, tens que pagar, tu, estou a falar contigo, pulha, dá-me a televisão, quero a minha caixa de parafusos.
- A culpa não é minha, santissima Maria que posso fazer para voltar atrás?
- Quem me ouve?
- Está aí alguém?
- Quem bate á porta?
(sentaram-no outra vez)
Ouviu-se umas palmas vindas de uma mesa do fundo, abanando a cabeça o Scolari lá ia dizendo…E o burro sou eu???
Nem dava para acreditar, o Scolari almoçava com o Mourinho no mesmo restaurante...

Eng. Melo Castro disse...

São mais de 1000,
São cerca de 50.000,
os Portimonenses que querem ver o Manel da Luz, fora da Câmara.

Anónimo disse...

São milhares

É verdade são mais de mil
Estes falsos socialistas
E o vinte cinco de Abril,
Foi bom p'ros oportunistas!...